Diferença entre Missôs

Diferença entre Missôs

CONHEÇA SEU MISSÔ

Tradição milenar que chegou ao Japão junto com o budismo, o missô é uma pasta obtida a partir da fermentação de soja, que acontece graças à atividade de micro-organismos, assim como os fungos que dão origem a queijos Roquefort e Gorgonzola. O tempo de fermentação e a proporção dos outros ingredientes – sal e grãos, como arroz, feijão ou cevada – são fatores cruciais para determinar as características organolépticas da receita final, dando vida a missôs com colorações e sabores variados.

Com 30 dias de fermentação, sabor suave e coloração mais clara, o missô shiro – “branco”, em japonês – é a variação ideal para quem quer incrementar sopas, molhos e marinadas sem comprometer a personalidade dos outros ingredientes. Basta misturar a um ingrediente ácido, como vinagre ou suco de limão, para ter um molho perfeito para saladas! Acrescentando sakê e açúcar, você tem uma marinada para usar em peixes.

O missô aká – “vermelho” – é fermentado por 45 dias, sabor mais acentuado, e coloração mais escura/ avermelhada. Por destacar-se nos preparos, vai muito bem em marinadas para carnes vermelhas e tempero de vegetais em conserva para incrementar pratos e lanches.

Você também pode escolher seu missô preferido ou até misturá-los para preparar sopas e caldos de macarrões, como ramen e udon. A pasta deve ser dissolvida em água fervente e você pode montar o prato com tofu, algas, peixes e legumes.

CONSERVAÇÃO

Para preservar e usufruir de cada um dos nutrientes do missô, é importante conservar a embalagem da melhor forma e entender quais alterações podem acontecer depois que ela for aberta!

Por estar repleto de micro-organismos benéficos, evite ferver ou submeter o missô a temperaturas muito elevadas. Assim, você evita que ele perca as propriedades positivas! A dica é fazer consumo da pasta fria ou adicioná-la diretamente à água quente quando for preparar sopas e caldos.

Fermentado naturalmente, o missô também pode estar suscetível a algumas variações quanto à sua intensidade de cor e sabor. Isso significa que, dependendo do tempo de fabricação e da temperatura de armazenagem, os aspectos visuais e palatais podem tornar-se mais acentuados até o momento do consumo. Assim, apesar de não ser um produto perecível em temperatura ambiente, recomenda-se guardá-lo em temperaturas mais baixas ou sob refrigeração antes e depois de aberto para manter os aspectos do produto recém-produzido.

Seguindo estes cuidados, você mantém as propriedades do ingrediente por mais tempo e pode aproveitá-las em receitas variadas do seu dia a dia. Navegue pelas nossas receitas e entre na mania do missô para turbinar sua alimentação!

Sem comentários

Insira um comentário