Como usar missô no dia a dia

Como usar missô no dia a dia

Esse poderoso intensificador de sabor da culinária japonesa pode ser aproveitado no preparo de qualquer prato salgado

Como muitas das tradições culinárias do Japão, o missô foi criado originalmente por mãos chinesas há mais de um século. Padres budistas se encarregaram de espalhar esse produto por países asiáticos e, graças à sua simplicidade e benefícios tanto à alimentação quanto à saúde, o missô ganhou lugar de respeito na cozinha japonesa.

O que é missô?

A receita é simples: arroz, soja e sal. Os três ingredientes misturados sofrem uma ação natural de fermentação e se transformam em uma mistura poderosa para temperar a comida – no passado, essa pasta era essencial para conservar alimentos.

O missô também chama atenção por ter propriedades muito benéficas ao organismo. Ele não tem ingredientes industrializados na composição – sejam conservantes ou corantes, é tudo natural! Além disso, a pasta de soja fermentada é altamente nutritiva e ajuda a reduzir o colesterol ruim, prevenir doenças e regular a flora intestinal.

Outro atributo do missô é a sua versatilidade: além de base do missoshiru, a famosa sopa bastante consumida pelos japoneses, ele pode ser usado para glacear, marinar e saltear alimentos. E por ter sal em sua composição, ainda funciona como um substituto desse ingrediente na cozinha. Aliás, você sabia que os próprios japoneses mal usam sal para cozinhar? Tanto o missô quanto o shoyu fazem as vezes de temperos do outro lado do mundo.

Tipos de missô e jeitos de usar

Como você já deve ter percebido, o missô não se limita apenas à culinária asiática. Na verdade, ele já é um produto bem conhecido entre pessoas que seguem uma alimentação mais saudável ou até mesmo veganos e vegetarianos, justamente por poder ser aplicado nas mais diversas preparações.

Se ainda não se aventurou em “missozar” a sua comida, o primeiro passo é escolher com qual versão você vai cozinhar.

Missô Shiro – essa é a versão branca do missô, de sabor mais suave. Isso acontece porque a quantidade de arroz é maior do que a de soja na formulação e porque o tempo de fermentação é menor – apenas 30 dias.

Você vai descobrir que o Missô Shiro combina com receitas delicadas, como molhos para salada e entradinhas à base de vegetais. Ele também pode dar um toque especial em vegetais salteados, finalizações e algumas sopas. Basicamente, essa é a variação ideal para quem quer incrementar o sabor sem comprometer a personalidade dos outros ingredientes.

Confira algumas receitas para usar de inspiração com o Missô Shiro:

Missô Aká – a variante vermelha é feita com mais soja do que arroz, além de ser fermentada por 45 dias. Isso deixa o missô com uma coloração mais escura e sabor acentuado, que se destaca principalmente em marinadas para carnes vermelhas, caldos encorpados, molhos para empanados e vegetais em conserva.

Pratos ideais para fazer com o Missô Aká:

As recomendações de combinação do missô são como as de harmonização com vinhos: você pode ir além das regras! No dia a dia, experimente colocar uma colher de missô aqui e li nas suas receitas e vá aprendendo mais sobre o seu sabor e como ele pode incrementar até o mais simples prato do seu cardápio da semana.

Sem comentários

Desculpe, os comentários estão indisponíveis no momento.