Você sabe o que é umê?

Você sabe o que é umê?

blog_imagem_ume

 

Quando se fala em alimentação, a culinária japonesa imediatamente surge em evidência: os japoneses são conhecidos por saber extrair, como ninguém, o melhor de cada alimento, usando suas propriedades a favor da saúde e da qualidade de vida.

E hoje vamos falar de um fruto muito famoso entre os japoneses, o umê. Conhecido como ameixa japonesa, na verdade é um damasco. De uma planta chamada Prunus Mume, de origem asiática que é prima-irmã da ameixa.

A Prunus é nativa da China e cultivada também no Brasil pela comunidade nipônica da região metropolitana de São Paulo. O clima da região ajuda no processo. Porém, se você está interessado em cultivá-los, saiba que é preciso ter bastante paciência.

A forma mais frequente de consumi-lo é em conserva, o chamado “umeboshi” (“ume” ameixa e “boshi” seca). Percebemos como é importante para os japoneses quando verificamos os obentôs (tradicional caixinha de comida), ele sempre está presente!

 

blog_imagem_umebosh

O umê em estado seco (umeboshi).

 

Para preparar o umeboshi, o fruto é seco e fermentado com sal marinho por cerca de dois anos. Ele faz sucesso nas refeições japonesas, não só pelo hábito de consumo, mas por acreditam que o umeboshi é desintoxicante, combate a formação de radiais livres, melhora a digestão, alivia os distúrbios intestinais, entre outros.

A recomendação é de consumir apenas um por dia, já que são muito ácidos e salgados. Mas atenção que existem algumas restrições quanto a conserva. Grávidas, lactantes, crianças e hipertensos, devem evitar devido a quantidade de sal e teor de acidez. Como tudo na vida, é preciso bom senso e equilíbrio no consumo.

Outra forma muito conhecida de consumir o umê, é como licor, o “umeshu”. Mas, no Japão, encontramos o umê em diversos alimentos: bala de umê, chá de umê, vinagre de umê, entre outros.

E então, você já conhecia ou já experimentou o Umê? Deixe nos comentários, curta e compartilhe este artigo!

 

Até a próxima!

さようなら

Sem comentários

Insira um comentário